sexta-feira, 29 de abril de 2022

PMPE PROÍBE RÁDIOS DE PILHA EM ESTÁDIOS E ASSERPE SE PRONUNCIA REPUDIANDO A MEDIDA




Nesta quinta-feira (28), os torcedores amantes do Rádio, bem como os profissionais da cobertura esportiva do estado, foram pegos de surpresa com decisão da Polícia Militar de Pernambuco. Por meio de nota, a PMPE informou que estaria vedado o ingresso de rádios de pilha, baterias, instrumentos musicais, apitos e porta-bandeiras nos estádios. Segundo à PM, tais objetos representam risco à segurança.

Confira a nota completa:




A ASSERPE, Associação das Empresas de Rádio e TV de Pernambuco, por meio de nota,  repudiou a decisão da Polícia Militar de Pernambuco de proibir o acesso aos estádios de futebol do estado do tradicional rádio de pilha.

De acordo com a ASSERPE, a proibição, sob argumentação de “riscos de segurança” e “ameaça à integridade física dos torcedores”, ao contrário, amplia a desinformação e falta da prestação de serviço que balizam o papel da radiodifusão na cobertura de competições esportivas.

O radinho é presente e faz parte da tradição de boa parte do torcedor pernambucano, sem condições de acesso a smarthfones ou plano de dados no caso de aparelhos sem chip celular.

Ainda segundo a associação, ao contrário do que prega a Polícia Militar de Pernambuco, o rádio informa, prestando serviço do pré ao pós jogo, orientando torcedores sobre o trânsito, a logística de saída de mandante e visitante, intercorrências no entorno das praças esportivas, além das informações pertinentes ao espetáculo.

O ato representa mais um cerceamento da liberdade de imprensa e acesso à informação. A ASSERPE está avaliando medidas jurídicas para reverter a decisão.

Programação do São João de Caruaru 2022