quarta-feira, 18 de maio de 2022

PRF E PM REALIZAM OPERAÇÃO DE ENFRENTAMENTO À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Duas adolescentes foram retiradas de um ponto vulnerável à exploração em Petrolina






A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) realizaram, entre os dias 6 a 15 de maio, a oitava edição da Operação Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ONEESCA VIII), nas rodovias federais que cortam a Região Metropolitana, o Agreste e o Sertão do estado. A iniciativa teve como foco monitorar locais considerados pontos vulneráveis a essa prática, resgatar vítimas e sensibilizar a população sobre como denunciar esse crime.

As ações tomaram por base a verificação de locais que reúnem características para a exploração, como pontos de parada de motoristas, com pouca iluminação, onde há adultos se prostituindo e consumo de bebida alcoólica, por exemplo. Em Petrolina, duas adolescentes de 15 e 16 anos, que estavam em uma região vulnerável conhecida como Ilha do Fogo, foram encaminhadas para a casa dos pais e o Conselho Tutelar foi informado para acompanhar o caso.

Em 12 dias de operação, foram realizados 349 procedimentos de fiscalização com pessoas e 284 em veículos, além de serem sensibilizadas 1.006 pessoas em postos de combustíveis, lanchonetes, terminais rodoviários e locais de descanso de motoristas. Quem avistar crianças ou adolescentes em situação de exploração sexual pode denunciar através do Disque 100 ou no caso de rodovias federais, por meio do 191.




Combate à ESCA

Dentre as diversas modalidades delituosas combatidas pela PRF, a exploração sexual de crianças e adolescentes figura no rol das mais importantes devido, principalmente, à vulnerabilidade das vítimas. O ambiente ermo de postos de combustíveis, estabelecimentos comerciais e residências às margens das rodovias e estradas federais favorece a prática desse delito, que demanda um trabalho minucioso de combate, unindo o serviço de inteligência, a atividade ostensiva e a catalogação de pontos já identificados.

Em 18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data determinada oficialmente pela Lei 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973.

Dados do Disque 100 mostram que em 2019 foram registradas um total de 86.837 denúncias de violência sexual contra menores de idade. Ao comparar os dados referentes aos meses de março e abril de 2020 com o mesmo período do ano anterior, registrou-se um aumento de 85% e 47%, respectivamente.

Fotos: PRF

Programação do São João de Caruaru 2022