sexta-feira, 15 de abril de 2022

ABRIL MARROM: CAMPANHA DE PREVENÇÃO À CEGUEIRA ALERTA PARA O PERIGO DO USO DE ELETRÔNICOS

Oftalmologista destaca uso excessivo das telas de aparelhos que prejudicam a visão




O mês de abril protagoniza a campanha de prevenção e combate à cegueira, denominada “Abril Marrom”. Cerca de 285 milhões de pessoas manifestam problemas relacionados à visão, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), e Brasil esse número chega a 35 milhões – dentre esse, 1,2 milhões vive quadros de cegueira, de acordo com o IBGE.

Essas estatísticas só aumentam a cada ano, e uma das causas deste crescimento pode estar relacionado ao uso excessivo dos aparelhos eletrônicos, como destaca o oftalmologista Dr. Felipe Patriota. “Um dos direcionamentos da campanha deste ano é sobre o alerta no uso abusivo de aparelhos como smartphones e tablets, principalmente entre crianças e adolescentes, que usam com mais frequência e podem ser os míopes do futuro”, enfatiza o médico.

Ele orienta também sobre os sinais que precisam ser levados em consideração para um tratamento precoce, que pode evitar a cegueira. “Quando qualquer pessoa consegue perceber um problema na visão e busca ajuda o quanto antes, pode reverter em 60% ou 80% dos desequilíbrios oculares. O que não pode é ver que tem algum problema, tipo não conseguir dirigir direito ou ver as coisas embaçadas, por exemplo, e ignorar. Com o tempo essas dificuldades podem piorar e levar à cegueira”, afirma.

O oftalmologista ainda ressalta a importância do acompanhamento médico desde a infância. “É importante fazer avaliações na visão desde criança, com o teste do olhinho. Isso é fundamental para identificar precocemente alguma doença como a catarata congênita, glaucoma congênito, retinoblastoma, retinopatia da prematuridade, infecções, traumas de parto e tumores, sendo importante para a prevenção da cegueira infantil e para saúde visual até a fase adulta”, conclui o especialista.

Programação do São João de Caruaru 2022