quinta-feira, 18 de novembro de 2021

SAIBA QUAIS AS CAUSAS DAS ALTERAÇÕES DO ESMALTE DENTÁRIO E COMO TRATAR

Cirurgiã dentista explica as alterações da cor natural dos dentes e o que fazer




Muita gente se preocupa com a cor dos dentes, que às vezes sofre alterações em sua tonalidade, que os especialistas chamam de defeitos do esmalte dentário. Esses defeitos são alterações na superfície mais externa do dente, gerando um aspecto mais poroso e opaco, defeituoso e com pouca espessura desse esmalte, trazendo uma série de consequências para o paciente. A cirurgiã dentista, Luédja Araújo, traz mais detalhes sobre o assunto.

“As deformidades aparentes no esmalte dentário têm alguns tipos mais comuns, que são a fluorose, a hipoplasia, as trincas e as fraturas. E as causas dessas alterações são o excesso de flúor no período de formação dental, trauma no dente decíduo afetando o permanente abaixo, anormalidades cromossômicas, deficiências nutricionais, uso de algumas medicações, infecções e anormalidades metabólicas”, explica a dentista, que orienta sobre o tratamento e medidas auxiliares com acompanhamento profissional.

“Para tratamento, a depender da causa, podem ser feitas remineralizações quando há uma desmineralização; restaurações de resina estética ou facetas com o intuito de devolver estética e função; clareamento e/ou microabrasão no caso de manchas e até coroas totais e veneers quando há comprometimento na adesão. Como auxílio do tratamento, precisa-se de consultas regulares, visto que o esmalte defeituoso favorece o surgimento de cáries, aplicações assíduas de flúor, higiene bucal rigorosa, uso de soluções de bochechos e remoção de cálculos dentais que ajudam a controlar o quadro. Aplicações de dessensibilizantes quando há sensibilidade aguçada também se torna efetivo”, conclui.