quarta-feira, 7 de julho de 2021

PETROLINA LANÇA AUXÍLIO PARA FAMÍLIAS COM VÍTIMAS DA COVID-19





Este é o primeiro auxílio social criado por uma prefeitura no Brasil para assistir famílias que perderam entes para a pandemia


Cerca de 2.300 famílias de baixa renda de Petrolina receberão um auxílio emergencial de R$ 750,00 para ajudar no custeio de suas casas. A criação do benefício foi anunciada pelo prefeito Miguel Coelho, nesta terça-feira (06), em uma transmissão ao vivo nas redes sociais. O programa terá investimento de R$ 1,7 milhão, ajudando no sustento de mais de 6.500 pessoas residentes na capital do São Francisco.

Batizada como "Petrolina Bem", a iniciativa alcançará dois públicos vulneráveis. Todas as famílias de baixa renda (até meio salário mínimo) que tiveram um ente falecido por covid-19 terão direito ao recurso. Até o momento, 120 famílias estão contempladas pelo benefício social. O auxílio petrolinense para os "órfãos da pandemia" é o primeiro financiado por uma prefeitura no Brasil.

O programa "Petrolina Bem" ainda dará suporte financeiro aos chamados desassistidos do Bolsa Família. São cerca de 2.200 núcleos familiares em extrema pobreza que estão na fila de espera para receber o recurso federal. Nesta categoria, o "Petrolina Bem" atenderá as famílias que tiverem crianças de zerou a cinco anos de idade.

Durante o anúncio pelas redes sociais, o prefeito Miguel Coelho enfatizou o pioneirismo e a relevância do programa. "É um grande esforço para uma prefeitura custear esse auxílio emergencial, tanto que somos a primeira a fazer isso. Mas estamos orgulhosos de poder dar algum suporte para esse público que sofreu tanto com a perda de familiares para uma pandemia impiedosa e para outras milhares de pessoas que convivem com a extrema pobreza", revelou Miguel.

O pagamento do benefício será feito em três parcelas de R$ 250,00 a partir de agosto. Para ter direito ao auxílio emergencial, o público deve se cadastrar num edital público no site da prefeitura www.petrolina.pe.gov.br. Mais informações sobre regras para inscrição, pagamentos e cronograma do programa podem ser obtidas pelo telefone da Secretaria de Desenvolvimento Social: (87) 3866-1679.


Foto: Alexandre Justino