sábado, 23 de janeiro de 2021

CÃO NINJA DO BIEsp É "APOSENTADO" APÓS ANOS DE SERVIÇOS PRESTADOS À PMPE






Um herói sai de cena na Polícia Militar, mas deixa um legado de conquistas . O cão Ninja, pastor alemão que sempre se destacou ao longo de nove anos de serviços prestados à Corporação, finalmente está “aposentado”. Nascido no dia 7 de Setembro de 2011 e adquirido ainda filhote junto ao Canil Caraíbas, de Goiás, ele logo se tornou referência com seu faro apurado para ajudar os policiais a localizar drogas, primeiro na CIPCães e depois no 1º BIEsp, de Caruaru.






O comandante do 1º BIEsp, tenente coronel Bantim, destacou a importância de Ninja para o trabalho policial. De uma linhagem muito boa, ele foi trazido para Pernambuco para ser treinado para atuar na Copa do Mundo de 2014 e chamou a atenção por seu faro apurado. “Cada cão tem suas características próprias. É uma questão de genética. Uns são mais agressivos, para o trabalho policial, outros se destacam pelo faro, que é o caso de Ninja, que tem um faro muito aguçado”.

Para Bantim, o animal teve uma importância também para ajudar a consolidar o nome do próprio BIEsp, uma equipe multifuncional, que engloba as várias unidades especializadas em um só Batalhão. “Quando chegamos a Caruaru os índices de violência estavam muito altos. E no combate ao tráfico, ele se destacou. Quando recebíamos uma informação sobre entorpecentes, bastava passar com Ninja que ele logo indicava onde as drogas estavam escondidas”, contou o oficial, lembrando que o pastor alemão também apoiou ações da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal, ganhando a admiração de todos os profissionais de segurança no Agreste.




A decisão de “aposentar” Ninja, foi tomada pelo bem do animal. “Ele apresentou uma enfermidade na pata e estava sentindo dores quando era acionado para operações em terrenos mais acidentados. Por isso, achamos por bem que é hora de ele descansar”, explicou o comandante. No entanto, o pastor alemão não ficará desamparado. Seguindo uma tradição, ele será doado ao policial mais antigo do canil, que levará Ninja para casa, e cuidará dele para o resto da vida.

A história do animal é realmente vitoriosa. Ao longo desses nove anos de serviços prestados, Ninja colecionou feitos marcantes. É o cão policial que participou da maior apreensão de maconha da história do Estado de Pernambuco, realizada na cidade de São Caetano, onde foram apreendidas aproximadamente nove toneladas do entorpecente; participou da maior apreensão de crack do estado de Pernambuco, em 2018; ajudou a apreender aproximadamente dez toneladas de maconha durante toda a carreira; ajudou o 1º BIEsp a debelar aproximadamente mil pontos de tráfico de drogas desde 2017 e ajudou as equipes do Batalhão na apreensão de aproximadamente 100 armas de fogo.






Em um cálculo genérico, pode se afirmar que no seu tempo de serviço atuando na área do 1° BIEsp, Ninja ajudou a impedir que mais de R$ 2 milhões em material entorpecente fossem parar nas mãos do tráfico. E é justamente por isso que, em três anos no Agreste, Ninja passou a ser respeitado e conhecido na região por uma alcunha à altura de sua performance: “A Lenda”.


Fotos: PMPE

Quem é Adriano Luiz?

Minha foto
Caruaru, PE, Brazil
Radialista desde abril de 2004. Locutor na Rádio Liberdade FM 94,7 de Caruaru-PE. Facebook, Twitter e Instagram: @adrianoluizloc