segunda-feira, 4 de maio de 2020

SOPÃO SOLIDÁRIO É LEVADO PARA FAMÍLIAS CARENTES DE AGRESTINA




Em meio à pandemia do Coronavírus, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Juventude do município de Agrestina lançou um projeto de sopão solidário, intitulado “Fazer o bem, Faz bem”.  A cada semana, 300 famílias de bairros carentes receberão sopa e pães em seus lares. O projeto, que iniciou na última sexta-feira, dia 1° de maio, terá duração de três meses, podendo ser prorrogado. 

A Secretaria responsável pelo projeto explicou que a iniciativa surgiu diante da necessidade de ajuda alimentar nos bairros mais carentes, acentuada pela crise do Coronavírus. A pasta, que recentemente lançou um  projeto de distribuição de cestas básicas, o “Família em casa, Alimento na mesa”, teve a ideia de também colocar em prática um sopão solidário, para ser servidos todas as sextas-feiras. Essa foi uma forma de complementar as ações sociais e buscar alternativas diante do escasso recurso financeiro destinado à Assistência Social. 


Profissionais arregaçaram as mangas e montaram uma força tarefa para a produção do sopão, que, a princípio, teve sua distribuição no setor de maior vulnerabilidade social do município, de acordo com estudo e mapeamento realizado pela Assistência Social. Outras localidades também serão atendidas. Uma a cada semana, e sempre na sexta-feira. 

Cada família da primeira área atendida recebeu uma marmitex com sopa, com tamanho e quantidade relativos ao número de integrantes, e, igualmente, uma bolsa com cinco pães. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Juventude, Marizete Diodato, que, juntamente com sua equipe realizou a entrega nos lares, falou sobre o acolhimento que a ação recebeu. “A gente vê a gratidão estampada no rosto de cada um. Nós, enquanto Assistência Social temos a obrigação  de assistir essas famílias, principalmente nesse momento, e fazer algo por eles”, disse. 


O projeto tem duração de três meses, de maio à setembro. Podendo ser prorrogado. As 22 semanas geraram uma despesa de mil reais por semana, e, portanto, 22 mil ao todo. O município custeará 16 mil reais com recurso próprio e contará com uma contrapartida de 6 mil reais provenientes do Governo do Estado. 

Fotos: Adriano Monteiro e arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário