segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

CURTAS PERNAMBUCANOS EM CARTAZ COM ENTRADA GRATUITA



O Sesc Arcoverde promove a partir desta segunda-feira (10) uma programação de curtas-metragens pernambucanos no projeto Cine Sesc. As exibições gratuitas seguem até segunda-feira (17), sempre a partir das 20h, no Teatro Geraldo Barros. Após a apresentação dos filmes, os produtores e o público participam de conversas sobre a construção das obras, sob a mediação do cineasta Willian Tenório, de Afogados da Ingazeira.

Na abertura, será apresentado o filme “D-20 Vermelha”, de Djaelton Quirino, que é de Arcoverde. Este é o primeiro curta-metragem de ficção do Teatro de Retalhos, produzido em 2019, em parceria com a Pajeú Filmes. Filmado no interior do estado com uma equipe inteiramente formada por artistas e técnicos sertanejos, a obra de 15 minutos foi realizada com incentivos do Funcultura e celebra o encontro do teatro com o cinema. Em seguida, haverá o bate-papo “Da cena para o Cine” com a equipe do curta.

Na sexta-feira (14), também às 20h, “D-20 Vermelha” tem nova sessão, seguido por “O Esquema”, de Caio Dornelas, de Goiana; e “O Consertador de Coisas Miúdas”, de Marco Buccini, de Caruaru. Logo depois, bate-papo “Que Histórias Contar” sobre a construção dos roteiros. E na segunda (17), o Cine Sesc se encerra com mais uma exibição de “D-20 Vermelha”, que terá na sequência os curtas “Opará”, de Graci Guarani, de Jatobá; “Memórias Submersas”, de Willian Tenório. O bate-papo terá como tema “Como produzimos cinema no Sertão?”, sobre os métodos de realização, gravação e finalização dos filmes, com as produtoras e roteiristas Carol Arcoverde, Bruna Tavares e Graci Guarani.


Programação

Segunda (10)

“D-20 Vermelha”, de Djaelton Quirino (Arcoverde)

Bate-papo “Da cena para o Cine” com a equipe do curta

Sexta (14)

“D-20 Vermelha”, de Djaelton Quirino (Arcoverde)

“O Esquema”, de Caio Dornelas (Goiana)

“O Consertador de Coisas Miúdas”, de Marco Buccini (Caruaru)

Bate-papo “Que Histórias Contar”, sobre a construção dos roteiros

Segunda (17)

“D-20 Vermelha”, de Djaelton Quirino (Arcoverde)

“Opará”, de Graci Guarani (Jatobá)

“Memórias Submersas”, de Willian Tenório (Afogados da Ingazeira)

Bate-papo “Como produzimos cinema no Sertão?”, sobre os métodos de realização, gravação e finalização dos filmes


Imagem: D20 vermelha

Quem é Adriano Luiz?

Minha foto
Caruaru, PE, Brazil
Radialista desde abril de 2004. Locutor na Rádio Liberdade FM 94,7 de Caruaru-PE. Facebook, Twitter e Instagram: @adrianoluizloc