quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

OAB E PM EMITEM NOTAS SOBRE CONFUSÃO ENVOLVENDO POLICIAIS EM CARUARU




Na tarde dessa última quarta-feira (18) a OAB Caruaru recebeu um chamado para intervir em uma situação de violação de prerrogativas de uma advogada, a qual prontamente foi atendida pela instituição por meio de seus representantes, o presidente da OAB Caruaru, Fernando Junior, o secretário-geral Ranieri Coelho e o presidente da Comissão de Prerrogativas, Elmo Monteiro.    

O fato aconteceu no sítio Bananas, próximo ao SESI, em Caruaru, durante uma ação da Polícia Militar em um terreno objeto de reintegração de posse. Na ação, os policiais deram voz de prisão à advogada, a qual estava no exercício da profissão, porém a prisão não foi efetivada. Também durante a operação policial, tiros foram disparados em direção aos populares. 

A OAB Caruaru combate veementemente qualquer violação das prerrogativas dos advogados e qualquer excesso cometido perante os populares. Sendo assim, estamos acompanhando o caso junto às autoridades, a fim de que haja uma investigação para que os fatos sejam esclarecidos e os responsáveis sejam severamente punidos.


Confira a nota da Polícia Militar

NOTA A IMPRENSA

O 4° BPM, em razão de fatos noticiados nas redes sociais ocorridos nesta data (18DEZ19), ocorridos na Rua Nazaré da Mata, bairro Jardim Boa Vista, em Caruaru, durante uma ação policial que verificava ameaças e intimidações contra trabalhadores que construiam uma cerca em terreno que foi alvo de reintegração de posse por força de Mandado Judicial, vem a público informar que na data de ontem (17DEZ19) foi dado cumprimento ao Mandado Judicial de reintegração de posse de imóvel (terreno) urbano naquela localidade, expedido pelo Juiz de Direito da 1° Vara Cível da Comarca de Caruaru, no que a Polícia Militar foi solicitada pelo Poder Judiciário para apoiar o Oficial de Justiça designado para o feito, tendo tudo trancorrido normalmente no cumprimento do Mandado, levado a efeito ontem.

Na data de hoje (18DEZ19) funcionários do proprietário do imóvel que trabalhavam na construção de cercas e limpeza do terreno reintegrado, estariam sendo ameaçados por um grupo de pessoas que se encontravam no local, o que ensejou o envio de uma equipe da PM até o local para verificar o que ocorria.

No local, os PMs constataram os ânimos bastante acirrados por parte de um grupo de aproximadamente 15 pessoas que não aceitavam a decisão judicial, e ao se aproximarem para interagir e abordar dois dos indivíduos, os mais exaltados, os Policiais foram cercados pelo grupo que tentavam a todo custo proteger os infratores que após  resistirem a abordagem policial e desacatar os PMs que tentavam abordá-los para proceder a identificação, foram detidos e conduzidos a delegacia de polícia.

Caruaru-PE, 18 de dezembro de 2019.


Um vídeo circulou e logo viralizou nas redes sociais. Veja: 







Preservamos a identidade das pessoas no vídeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário