sexta-feira, 25 de março de 2022

PREFEITURA DE CARUARU IMPLANTA ALFABETÔMETRO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

A ação tem como finalidade identificar e acompanhar o processo de alfabetização de todos os alunos da rede




A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Educação e Esportes (Seduc), implantou nas escolas, neste mês de março, o Alfabetômetro. Trata-se de um instrumento de gestão pedagógica, que tem como finalidade identificar e acompanhar o processo de alfabetização de todos os alunos da rede municipal e, consequentemente, realizar trabalhos direcionados para cada situação, caso necessário. A ação tem como base a Psicogênese da Língua Escrita.

De acordo com a secretária executiva pedagógica, Joana Torres, a ferramenta funciona como um termômetro, no qual contém hipóteses (etapas) de níveis de aprendizado a serem seguidas, até alcançar o objetivo, que é a alfabetização. Nela, também é possível enxergar a situação de várias formas, a exemplo de quantos estudantes não estão alfabetizados, quantos estão em processo de alfabetização e quantos já estão alfabetizados.

“No início do ano, fizemos uma sondagem com alunos que não sabiam ler e analisamos em que etapa ele se enquadrava. Então, montamos um projeto de intervenções, dividindo as turmas em grupos com dificuldades semelhantes, para que os professores pudessem fazer um trabalho de acordo com a fase em que eles se encontram”, explicou Joana.

Todas as escolas contam com um Alfabetômetro, em formato de painel, que é alimentado pela coordenação pedagógica, com base em avaliações periódicas de sondagem de leitura escrita. “A cada dois meses, é feita essa avaliação para identificar o avanço de cada aluno, cada turma e de cada escola”, afirmou o secretário da Seduc, João Paulo Derocy Cêpa, acrescentando que esse acompanhamento está disponível para a comunidade escolar, bem como para a Secretaria de Educação e Esportes, que tem uma visão geral de toda a rede.

“Por meio do Alfabetômetro, vamos ter uma real situação de cada aluno e poder agir diretamente na dificuldade, acelerando o processo de aprendizagem de toda a rede municipal de ensino”, concluiu o secretário.

Como funciona

No início do ano letivo e ao final de cada unidade, o (a) professor(a) precisa construir uma atividade específica (sondagem) para realizar, individualmente, com cada um de seus alunos, de forma a descobrir o que cada um deles já sabe e o que ainda não sabe.

Após a realização da sondagem individual, o(a) professor(a) deverá registrar a hipótese (etapa) de escrita de cada criança, na Ficha de Registro das Hipóteses de Escrita dos Alunos, usando a legenda contida na mesma e o número de faltas da referida unidade. Ao registrar suas observações, o(a) professor(a) pode acompanhar o desenvolvimento do processo de aquisição da escrita e da leitura de cada um de seus alunos.

A sondagem poderá ser feita através do ditado de uma pequena lista de quatro palavras e uma pequena frase, do mesmo campo semântico, com as seguintes características: a primeira palavra deve ser polissílaba, a segunda trissílaba, a terceira dissílaba e quarta monossílaba. Nas sílabas de cada palavra ditada não devem se repetir as mesmas vogais.

Programação do São João de Caruaru 2022