terça-feira, 22 de março de 2022

GILSON NETO SE REÚNE COM BOLSONARO E REPRESENTANTE DOS PRODUTORES DE CANA DE AÇÚCAR




O presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve reunido com o presidente da Associação de Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), Alexandre Andrade Lima; com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina; o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto; e o ministro da economia, Paulo Guedes. Na pauta do encontro esteve a discussão sobre a proibição da fabricação de cachaça feita com cana queimada.

A ação ameaça o setor e coloca em risco toda a indústria, tendo em vista que o estado de Pernambuco é 2º maior produtor de cachaça no Brasil. “A proibição trará prejuízos sem igual para todo um setor que tem na cachaça um de seus principais negócios, o que impactaria todo o Nordeste, em especial no meu estado de Pernambuco. Precisamos resolver essa questão para assegurar a preservação de milhares de empregos e evitar a queda na produção da cana de açúcar no Nordeste”, afirmou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

O presidente da Associação de Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), Alexandre Andrade Lima, elogiou a atuação do ministro na busca por uma resolução da questão. “A interlocução do ministro Gilson foi fundamental para que possamos resolver essa questão da proibição. Saímos otimistas de que essa questão será resolvida em breve”, relatou.

Pernambuco conta com 39 produtores de aguardente e 138 de cachaça, que correm o risco de serem obrigados a interromperem a produção e resultar em prejuízos sem precedentes para todo o setor canavial e de aguardentes. “A gente queima porque a topografia não ajuda e a queima da cana tem séculos. É um método de produção que agrega valor a diversas cadeias como a do turismo”, finaliza Alexandre.

GASTRONOMIA - Dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) revelam que a gastronomia é o terceiro maior impulsionador de viagens no mundo. No Brasil, a gastronomia movimenta cerca de R$ 250 bilhões por ano, segundo cálculos da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). E é um dos itens mais bem avaliados por estrangeiros em visita ao nosso país: 8 em cada 10 turistas internacionais aprovaram a gastronomia brasileira em 2019, segundo estudo realizado pelo Ministério do Turismo com visitantes internacionais.

Programação do São João de Caruaru 2022