quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

PREFEITURA DIVULGA RESULTADO DO 3° EDITAL DO REGISTRO DO PATRIMÔNIO VIVO DE CARUARU

Vencedores receberão bolsas de incentivo financeiro por parte do Governo Municipal




A Lei do Registro do Patrimônio Vivo de Caruaru tem como objetivo "promover a valorização, difusão e garantia da perpetuação de saberes e fazeres da cultura tradicional ou popular". Assim, vem ressaltando as diversas linguagens culturais caruaruenses, que têm um legado para ser resguardado para as próximas gerações.

Diante disso, a Prefeitura de Caruaru, por meio da Fundação de Cultura (FCC), divulga, nesta quarta-feira (22), o resultado final do III Edital do Registro do Patrimônio Vivo do município, referente a 2021. São eles: Augusto Eventos (votação popular), Família Vitalino, Ivete Cairo, Onildo Almeida e Zefinha Parteira.

Puderam se inscrever pessoas físicas ou grupos, dotados ou não de constituição jurídica, desde que sem fins lucrativos e de natureza cultural, resultando na concessão de bolsas de incentivo financeiro por parte do Governo Municipal. Um dos requisitos para a seleção seria ser residente ou domiciliado em Caruaru e com atuação no município há mais de 20 anos no segmento cultural, contado da data do pedido de inscrição.





Quatro candidatos foram selecionados por uma comissão de análise formada por quatro membros - sendo dois representantes da Fundação de Cultura de Caruaru e dois do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC); e um por meio de votação popular. As bolsas serão pagas mensalmente, sendo R$ 2 mil para grupo e R$ 1 mil para os demais.




Augusto Eventos (Votação Popular) – Idealizador, criador e fundador da Associação dos Idealizadores das Comidas Gigantes, em 2009; criador e fundador da União dos Criadores das Comidas Gigantes de Caruaru, em 2011. Augusto Eventos é promotor de eventos culturais e esportivos em Caruaru, com 30 anos de atividades, com destaque para a Caminhada do Forró com o Maior Cuscuz do Mundo.

Família Vitalino - Detentora, não apenas do sobrenome do ceramista, a família permanece em atividade, salvaguardando os modos de saberes e fazeres herdados de Mestre Vitalino. As memórias e artes são perpetuadas, sobretudo, pelas produções coletivas da Família Severino Vitalino, que se encontra na quarta geração.

Ivete Cairo – Uma das primeiras mulheres em Caruaru a tocar sanfona, foi também a primeira mulher locutora na cidade. Musicista, Ivete deu grande contribuição à cultura de Caruaru, também como carnavalesca e com o pastoril, além dos vastos anos servindo na Fundação de Cultura. Durante muitos anos, foi responsável pela confecção dos enfeites de carnaval da cidade, assim como do São João.

Onildo Almeida – Aos 93 anos, o cantor e compositor Onildo Almeida tem uma imensurável contribuição à música caruaruense. O autor de “A Feira de Caruaru” - cantada por muitos artistas brasileiros e estrangeiros, incluindo Luiz Gonzaga, quando estourou - é compositor de mais de 530 canções em vários gêneros.

Zefinha Parteira – Parteira há mais de quatro décadas, trouxe ao mundo mais de 2.000 crianças com seus saberes, sendo a definição mais orgânica da cultura popular e tradicional. Ainda está em atividade, formando novas parteiras. Já representou a categoria nos Conselhos Municipais de Saúde, da Mulher e do Idoso. Foi presidente da Associação de Parteiras Tradicionais de Caruaru.




Edições I e II
No I Registro de Patrimônio Vivo de Caruaru, o Mestre Luiz Antônio foi eleito por votação popular, e uma comissão especial de análise escolheu Azulão, Mestre Sebá, João do Pife e Boi Tira-Teima para ganharem, de forma vitalícia, uma bolsa de incentivo.

Já no II Registro de Patrimônio Vivo, foram escolhidos: Banda de Pífanos Zé do Estado; Walmir Silva; Joana Angélica; Dona Maria do Bolo e Terezinha Gonzaga (esta última com o voto popular).

Fotos: Elvis Edson