terça-feira, 14 de setembro de 2021

ALUNAS DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE CARUARU PARTICIPAM DO 2° TORNEIO MENINAS NA MATEMÁTICA

O bom desempenho delas pode levá-las a competições internacionais




A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Educação e Esportes (Seduc), inscreveu 88 alunas da rede municipal de ensino para representarem a cidade no 2° Torneio Meninas na Matemática (TM²). Nessa primeira fase, que já está acontecendo, elas estão disputando a vaga para a segunda etapa com mais 1.608 estudantes de todo o Brasil. O resultado dessa primeira fase será divulgado na próxima segunda-feira (20).

De acordo com o secretário da Seduc, João Paulo Derocy Cêpa, o torneio tem como objetivos incentivar a
participação feminina em olimpíadas científicas, com foco na Matemática, aumentando
a representatividade feminina em competições nacionais e internacionais, buscando
desenvolver a confiança em seus potenciais para as demais olimpíadas, testes de seleção
e desafios estudantis.

A escolha das alunas se deu por meio de professores de Matemática e coordenadores pedagógicos de 11 escolas da rede municipal. Eles avaliaram as que tinham interesse e com perfil e potencial para participar. “Com isso, a depender do desempenho delas, as estudantes podem representar o Brasil em competições internacionais femininas de Matemática”, afirmou o secretário.

O torneio é direcionado a alunas matriculadas tanto na rede pública quanto na privada, do 8° ano do Ensino Fundamental até o último ano do Ensino Médio. A participação é dividida em duas fases. A primeira é de caráter classificatório e são postas 25 questões de múltipla escolha. Já a segunda fase, que acontece em novembro, se dará em dois níveis: nível A, com estudantes matriculadas no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental, e o Nível B, com alunas do Ensino Médio. Em ambos os casos, a segunda fase contará com quatro questões discursivas.

"Com o torneio, almejamos também descobrir jovens meninas com talento
matemático e apresentá-las ao ambiente de ensino e pesquisa de alto nível, de modo a
incentivá-las no âmbito da formação acadêmica", concluiu João Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário