sexta-feira, 9 de abril de 2021

SECRETARIA DA MULHER E DELEGACIA DA MULHER EM CARUARU FIRMAM PARCERIA




A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPM), firmou parceria com a Delegacia da Mulher com o objetivo de fortalecer ainda mais a rede de enfrentamento à violência. Essa união consiste em realizar plantões para acolher vítimas de agressões que cheguem até o órgão especializado.

Para a secretária da SPM, Juliana Gouveia, esse tipo de colaboração fortalece o acolhimento e aproxima as políticas que, muitas vezes, as mulheres não tinham conhecimento e que, de fato, são asseguradas pelo município.

“Esse acompanhamento da nossa equipe junto à Delegacia da Mulher, desde o chamado ao flagrante, é imprescindível para que a mulher consiga romper com o ciclo da violência para que ela se sinta abraçada e saiba que tem a quem pedir socorro e onde buscar assistência”, afirmou Juliana.

Dados divulgados recentemente mostram a importância de um trabalho cada vez mais articulado entre as políticas públicas e suas esferas. Para se ter uma ideia, o Brasil é o 5º país no ranking mundial desse tipo de violência.

E a realidade das cidades pernambucanas não destoa disso. De acordo com a SDS/PE, Caruaru registrou 2.175 casos de violência doméstica e familiar, entre janeiro e dezembro de 2020. Entre janeiro e outubro de 2020, foram 71 casos de estupro no município. E, no mesmo ano, seis mulheres foram assassinadas, sendo um caso contabilizado, oficialmente, como feminicídio (SDS, 2021).

Para enfrentar essa realidade, a Norma Técnica de Padronização das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deams, ano 2006) e a Lei Maria da Penha trazem a necessidade de que a rede de atendimento seja integrada, articulada e mobilizada, tendo como uma de suas diretrizes a celebração de convênios, protocolos, ajustes, termos ou outros instrumentos de promoção de parceria entre órgãos governamentais, para a implementação de programas de erradicação da violência doméstica e familiar contra a mulher.