quarta-feira, 6 de maio de 2020

AUTO DA COMPADECIDA É ADAPTADA PARA OS TEMPOS DA COVID-19 EM RADIONOVELA




Em tempos de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, o curso de Comunicação Social do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco lança, nesta terça-feira (6), uma adaptação em formato de radionovela da obra Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, intitulada “Auto da Compadecida em Tempos de Pandemia”. O produto faz parte do projeto de extensão “Radionovela: Literatura nas ondas do rádio”, que tem como objetivo a criação de radionovelas com adaptações de obras de autores nordestinos que possuem textos de leitura obrigatória para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e vestibulares. 

O projeto de extensão tem a coordenação da professora Giovana Mesquita e vice-coordenação da professora Sheila Borges, ambas docentes do Núcleo de Design e Comunicação da UFPE-CAA e integra alunos do curso de Comunicação e Design. 

Ao criar as radionovelas, a coordenação do projeto pensou não só no acesso de estudantes secundaristas a obras exigidas para as provas de vestibulares e de ENEM, mas em ampliar esse acesso aos estudantes cegos. Possibilitando ainda, por meio da dramatização e do entretenimento, um contato mais agradável com as obras consideradas. 
Além de um site que está sendo criado, de páginas nas redes sociais Instagram e Facebook e do Spotify, a ideia é que as radionovelas sejam veiculadas gratuitamente, em rádios públicas, educativas e comunitárias, além de feiras literárias, reafirmando o compromisso do projeto com a cultura brasileira.
A primeira obra adaptada foi Senhora de José de Alencar. Agora com a paralisação das aulas presenciais pela universidade, seguindo as orientações do Ministério da Saúde  e da Organização Mundial da Saúde (OMS), o grupo decidiu adaptar a conhecida obra Auto da Compadecida  para o contexto que o Brasil vive atualmente em meio a pandemia, fazendo uma produção  inteiramente de casa. Todos os áudios foram gravados e enviados pelo WhatsApp e a montagem também foi feita em casa. As equipes se dividiram também para produzir conteúdos para as redes sociais, distribuir o conteúdo e divulgar a radionovela.
A preocupação era aproveitar o momento para produzir um material que pudesse despertar interesse nos jovens e também chamasse atenção para um problema tão sério quanto a pandemia.

CAPITÃO COVID - Na adaptação, a cidade de Taperoá se depara com a chegada do terrível Capitão Covid e os habitantes passam a conviver com o medo, os interesses econômicos dos políticos e empresários locais, com a falta de informação e até com fake news. A escolha do livro se deu pela atualidade da obra e pelas fortes críticas trazidas por Ariano Suassuna a  temas como corrupção e a exploração da pobreza.
A equipe de produção dessa adaptação é composta pelos estudantes: Gabriel Pedroza, Sarah Rêgo, Victória Melo, Cecília Távora, Vitória Lima, Emily Monteiro e Lucas Santos. Todo elenco é formado por estudantes do curso de Comunicação da UFPE/Caruaru.

A veiculação da radionovela “Auto da Compadecida em Tempos de Pandemia” será durante todo o mês de maio, com capítulos lançados todas às quartas e sextas-feiras.  Ao todo serão poderão ser acessados no Spotify e nas redes sociais do projeto, contando ainda com veiculação pelo Whatsapp. 
As rádios comunitárias que tiverem interesse de veicular a radionovela precisam entrar em contato com a coordenação do projeto, que o material será cedido gratuitamente.

Visualizações

Quem é Adriano Luiz?

Minha foto
Caruaru, PE, Brazil
Radialista desde abril de 2004. Locutor na Rádio Liberdade FM 94,7 de Caruaru-PE. Facebook, Twitter e Instagram: @adrianoluizloc