segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

SUSPEITA É PRESA COM CÉDULAS FALSAS EM SÃO LOURENÇO DA MATA




A Polícia Federal em Pernambuco, procedeu a autuação em flagrante na noite da última sexta-feira (27), por volta das 21h, da suspeita Damiana Victoria da Silva, 30 anos, desempregada, natural de Recife/PE e residente no bairro de Piedade-Jaboatão dos Guararapes. Damiana  até então, não possui antecedentes criminais. 

A prisão foi realizada por policiais militares lotados no 20º BPM por volta das 21h, por meio de informações repassadas dando conta de que um casal iria fazer uma entrega de cédulas falsas no terminal de ônibus da Macaxeira em Camaragibe/PE. De posse dessas informações e das características físicas dos suspeitos, os militares se dirigiram até o local das denúncias com vistas a identificar os possíveis criminosos. Pouco tempo depois os  militares perceberam a chegada de duas pessoas com as mesmas características e fizeram uma abordagem onde foi encontrado dentro de uma sacola que estava com a mulher quarenta e nove cédulas de R$ 20,00 totalizando R$ 980,00.

Nenhum deles apresentou documento de identificação e o detido do sexo masculino, afirmou ser menor de idade. A suspeita ao ser abordada pelos policiais militares informou que estaria na estação de ônibus, a mando de um presidiário (não deu detalhes) que atualmente está cumprindo pena por tráfico e homicídio no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros Sancho-Recife – PE objetivando entregar o dinheiro falso e um aparelho celular a duas pessoas diferentes. Na sequência os militares se dirigiram para um endereço apontado pela suspeita como sendo de um conhecido onde lá encontraram mais vinte e duas cédulas de R$ 20,00, totalizando R$ 440,00 dentro de um guarda roupa. As duas apreensões somadas resultaram em setenta e uma notas falsas de R$ 20,00 apreendidas, totalizando R$ 1.420,00 (mil quatrocentos e vinte reais).




O dinheiro falso (R$ 1.420) e os 03 (três) celulares foram recolhidos, os suspeitos receberam voz de prisão em flagrante, foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida levados para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde a mulher acabou sendo autuada em flagrante pelo crime contido nos artigos 289 do Código Penal  (Moeda Falsa) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa.  Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal, foi encaminhada para a audiência de custódia onde foi liberada e responderá ao processo em liberdade ficando à disposição da Justiça Federal. Já o menor foi encaminhado para a DPCA onde também foi liberado pelo Delegado ter entendido que o menor apenas estava acompanhando sua prima não caracterizando nenhum dolo ou crime.

Em seu interrogatório, a presa informou que pelo serviço de entrega do dinheiro e do celular não receberia nada em troca porque apenas estava fazendo um favor para um amigo presidiário que havia lhe ajudado. Informou também que todos as notas falsas encontradas nos dois locais distintos eram suas. Por fim disse que já havia feito uma outra entrega de notas no mesmo terminal de Camaragibe na noite anterior e que havia recebido as notas falsas de uma outra mulher (não deu detalhes) no mesmo terminal de ônibus.


Fotos: Polícia Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário