sábado, 14 de dezembro de 2019

1° PATRIMÔNIO VIVO DE CARUARU ELEITO POR VOTO POPULAR É ANUNCIADO




Pela primeira vez na história, município de Caruaru começa a formar o Registro do Patrimônio Vivo (RPV). O edital, lançado em outubro deste ano, prevê para esta edição a escolha de cinco nomes da cultura caruaruense. Nesta fase, um candidato foi eleito através de votação popular. O Mestre Luiz Antônio – um dos discípulos do artesão Mestre Vitalino – foi o escolhido, com 1430 votos. A iniciativa é feita pela Prefeitura de Caruaru, através da Fundação de Cultura e Turismo (FCTC).

O Mestre Luiz Antônio já modelava o barro desde os dez anos. O trabalho do artesão, no início, retratava temas do cotidiano do Nordeste. Ao passar do tempo, este universo foi ampliado com a produção de esculturas de profissões. Ele também esculpe automóveis e motocicletas. O artesão já representou o Brasil no Japão fazendo 300 peças durante um evento que reunia comitivas de 36 países.

Registro de Patrimônio Vivo
O objetivo é oferecer apoio financeiro e também de preservação, por incentivo do Governo Municipal, para os processos de criação e divulgação de técnicas; modos de fazer e saberes das culturas tradicionais ou populares; mediante atividades, ações e projetos desenvolvidos por pessoas físicas ou jurídicas de natureza cultural; sem fins lucrativos, residentes ou domiciliados e com atuação no município há mais de 20 anos, contados da data do pedido de inscrição.

São 32 habilitados pelo edital que foram analisados pelos méritos artísticos e culturais e apenas um poderia ser escolhido pela população. Após esta fase, os demais candidatos passarão por uma Comissão Especial de Análise constituída por cinco membros de Caruaru, sendo dois representantes da Fundação de Cultura e Turismo; dois do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC); e um da Câmara Legislativa Municipal de Caruaru. Ao todo, este primeiro edital selecionará cinco integrantes do Registro do Patrimônio Vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário